Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pedra do Letreiro

A Pedra do Letreiro é um cantinho onde pretendo partilhar convosco as minhas paixões pela escrita e viagens/caminhadas pelos recantos destes dez grãozinhos de areia espalhados por este imenso Atlântico

A Pedra do Letreiro

A Pedra do Letreiro é um cantinho onde pretendo partilhar convosco as minhas paixões pela escrita e viagens/caminhadas pelos recantos destes dez grãozinhos de areia espalhados por este imenso Atlântico

ILHÉU DE QUIMERAS

O campo é agora uma fogueira

Despida de lenha

são os calhaus as suas brasas

À sombra da última figueira

deito-me!

De olhos cerrados

a ilha renasce

envolta num manto verde

que só o mar azul infinito

faz fronteira

Pelas colinas e montes

a água esguicha das fontes

e cascatas sem fim  des-

                                     p

                                     e

                                     n-cam na ribeira,

onde um rio ser~pen~tei~a!

Ao cambar do sol no horizonte

o vento de leve sopra cantante

sobre o denso milheiral dançante

que embala suas pequenas bonecas

de cabeleira solta tal qual alforrecas

Oh! O perfume das flores

e a miríade de cores!?

Tudo se apaga, do nada!

Sob a luz do luar

a ilha se cobre com um manto prateado

Abro-os-olhos, e a fogueira ainda arde…

 

Socram d’Arievilo inIlhéu de Quimeras

César Garcia.jpg

Imagem @César Garcia 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.